Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

SAUDADES DOS TEUS OLHOS
Por: Rosa R. Regis - Natal/RN - 26/01/1999

Saudades de ti, meus olhos!
Oh! Não são meus...
São teus!
Saudades tenho de molhos,
Destes naquinhos de Céu.
Não pela cor dos teus olhos,
Que mais lembra a cor do mel;
Mas pela paz transmitida
Deles, ao ver refletida,
Bem no fundo, a cor dos meus.

Saudades de ti,  meus olhos!
Oh!... Não! Não são meus,
São teus!
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 09/05/2006
Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.