Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

CASA DO CORDEL - Sua criação, seu criador, sua história...
CASA DO CORDEL

Seg, 25 de Maio de 2009 11:11
O poeta popular, cordelista, escritor e compositor Erivaldo Leite de Lima, o Abaeté, de 49 anos, era menino na cidade pernambucana de Sertânia, região do moxotó, e já gostava de literatura de cordel. Ele ia sempre à feira, perto de casa, para comprar os livretos e admirar os cantadores.

De leitor e colecionador, logo passou a escritor. Hoje, é também uma das pessoas que mais ajudam a difundir esse tipo de literatura. Há pouco mais de um ano e meio, Abaeté abriu na Cidade Alta, à rua Vigário Bartolomeu, a Casa do Cordel, onde - segundo ele - está o maior acervo de cordeis do Brasil. “São mais de cinco mil títulos”, diz.
A Casa vende também belíssimas xilogravuras na imburana e impressas em papel..Boa parte é feita pelo filho de Abaeté, Erick Lima, de 22 anos, mestre nesse ofício. “Ele aprendeu sozinho, da necessidade que a gente tinha de botar as capas nos cordeis, porque cordel sem capa de xilogravura não é cordel”, diz Abaeté, que põe o menino entre os grandes xilogravuristas do Brasil.
Além do material exposto, do espaço ainda saem cordel e xilogravura por encomenda, ao gosto do cliente. Pode ser uma imagem qualquer ou o retrato da família. Uma vez por mês, o local vira um ateliê onde as pessoas vão para aprender xilogravura. Ah, e se quiser ir qualquer dia só para conversar e saber mais sobre cultura popular e cordel, a porta está sempre aberta. Para Abaeté, é um enorme prazer.
A Casa do Cordel fica na rua Vigário Bartolomeu, 578 - Cidade Alta. Tel. 8836 5476.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 09/01/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.