Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos



R O S A S

I
Rosas...
Que enfeitam o altar
Diante do qual nos prostramos
Para ao Senhor adorar.

Rosas...
Que enfeitam o mar
No dia de ano novo
Em oferta a Iemanjá.

Rosas...
Que enfeitam os jardins
Dentre gerânios, tulipas,
Hortências, cravos, jasmins.

Rosas...
Que enfeitam a Igreja
Em dias de casamento
Para que o par feliz seja.

Rosas...
Que enfeitam com amor
Aniversários e festas
De qualquer tipo que for.

Rosas...
Com que se festeja
O nascimento de um filho
Que há muito se deseja

Rosas...
Que se dá a alguém
A quem muito se admira,
Se deseja ou se que bem.

Rosas...
Que se dá com pesar,
Porém em forma de amor,
A alguém que nos faltar.

Rosas...
Que se dá com carinho
Em despedida de alguém
Mas, chorando de mansinho.

Rosas...
Que ataúdes enfeitam,
De entes queridos que partem
E que sofrendo nos deixam.

Rosas...
Que enfeitam o Campo Santo.
Lindas... Bordando o verde
Da grama, qual fora um manto.

Rosas...
Ofertadas em agrado
Aos nossos entes queridos
No seu Dia de Finados.

II
São, pois, as rosas que enfeitam
A vida e a morte de alguém.

Enfeitam o seu nascimento;
Enfeitam o seu crescimento,
Todos os seus bons momentos
E o seu final também.

Mas as rosas enfeitam a vida
Para alegria nos dar
E enfeitam também a morte
Para a dor amenizar.

Enfeitam o Altar do Senhor
Para O glorificar;
Enfeitam a festa de alguém
Para o nosso amor mostrar.
...
E quem quiser agradar
A quem quer que seja, a quem for:
A um seu ente querido;
Irmã, irmão ou amigo;
A um ser vivo ou falecido,
Presenteio-o com uma flor.



Natal/RN – 21.02.2000 – 8:00h.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 12/09/2010
Alterado em 14/12/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.