Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos



UM AMOR PARA A ETERNIDADE!

Aí está você!
Cabelos brancos e lisos,
Corpo... rechonchudo.
E o sorriso... O sorriso...
Meu coração...
Tum... Tum... Tum, tum, tum...
Finjo naturalidade.
Mas, na verdade, os pensamentos voltam...
retrocedem aos anos 70...
(Mil, Novecentos e Setenta e Dois)!
Aquilo não era apenas paixão,
era...
Era não, é AMOR!
Ainda um menino, 21 anos,
no lugar da barba, apenas alguns pelos dourados.
Braços longos, cobertos por mangas longas,
bege, dobradas no punho,
de onde saem duas mãos de longos e delgados dedos
com unhas bem tratadas,
deixando ver um pedacinho daqueles braços de pelos dourados
como ouro.
No rosto, um sorriso crítico
mostrando o desinteresse por aquela moça de 23 anos
que o ama e o amará sempre.
Olhos que sorriem, sabendo-se tão amado.
...
São lembranças
que ajudam no caminho espinhoso da vida.
...
Aquela camisa lilás de mangas longas,
com estampas de cachos de uva...
Aquela outra,
também lilás, com estampas e de mangas curtas
que foi a causa de um desentendimento,
não com ele, é claro!
...
Aí está você!
E eu finjo que tão somente o conheço.
Quem poderá penetrar meus pensamentos?
Quem poderá saber meus sentimentos?
A idade me acoberta.
Mas, quem disse que há uma idade certa para amar?
E você é o meu amor de sempre.
O meu único amor!
O amor que não conta tempo
e que não vê idade,

Um amor para a eternidade!

 
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 17/01/2011
Alterado em 04/09/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.