Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


 
O SOL E A CHUVA



Num céu de azul anil se faz presente
Um sol que aquece a terra e resplandece
No campo, na cidade... Mais parece
Um ser superior a qualquer ente.

E a chuva que começa de repente,
Faz que me encolha embaixo dos lençóis,
Num sono aconchegante. Girassóis
Povoam os meus sonhos, minha mente.

Então, o sol se vê submetido
Ao comando da chuva, agora dona
Do espaço que estava ao seu comando.

Na roça, o agricultor está plantando
O feijão, a mandioca e a mamona.
A chuva é o bem por Deus Pai prometido.



Rosa Regis
Natal/RN – 30 de abril de 2011
21:10h
Rosa Regis
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 30/04/2011
Alterado em 27/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.