Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


ANOTAÇÕES
 
PENSANDO COM:
(acompanhando o Prof. Ramos)
 
 
ERICH FROMM
Erich Fromm (Frankfurt , 23 de março de 190018 de março de 1980-Suíça)
foi um
psicanalistaalemão, filósofo e sociólogo.
Influenciado por Freud e Marx, Erich Pinchas Fromm é considerado um dos principais expoentes do movimento psicanalista do século 20. Dono de uma carreira controversa e polêmica, Fromm estudou principalmente a influência da sociedade e da cultura no indivíduo. Entre os seus muitos livros, destacam-se "O Medo e a Liberdade" e "A Arte de Amar".
 
 
Vive-se em função do TER
Como meta principal,
Onde a essência do SER,
O SER em si, como tal,
Depende do que o SER tem
Para que Seja, afinal.
 
Pois se alguém nada tem,
Passa a ser considerado
Como um NÃO-SER, que “Não é”
Por não Ter acumulado
Bens materiais que possam
Ser pelo SER desfrutado.
 
Contudo, os grandes mestres
Da vida nos fazem ver
Que se pode utilizar
A alternativa TER
E SER como a questão
Central, tanto do sistema 
Do TER, quanto o do SER.
 
::::::::::::::::::::::
 
 
B U D A
Siddharta Gautama (século VI a.C. - c.563 a.C. - c. 483 a.C.)),
em Kapilavastu, no sopé do Himalaia, território do atual Nepal.
Mais conhecido como Buda, o iluminado.
Filósofo, professor e líder espiritual, fundador do Budismo.

“Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo”.

Buda nos ensina que
Se nós quisermos chegar
Ao ponto mais elevado
Do crescimento do SER
Que o homem pode alcançar,
Não devemos nos ater
Às coisas materiais
Que só vai nos atrasar.
 
 
::::::::::::::::::::::::
 
Jesus
Jesus é a figura central do cristianismo. Para a maioria dos cristãos Jesus é Cristo, a encarnação de Deus e o "Filho de Deus", que teria sido enviado à Terra para salvar a humanidade
 
Jesus, com belas palavras,
Diz que:
Quem quiser salvar
A sua vida, ao contrário,
certamente a perderá;
E quem a vida perder
por mim, esse a salvará.”
 
“E que proveito terá
o homem, em si, ao ganhar
o mundo inteiro, se aí
vier perder-se ou a causar
danos a si mesmo?” Ele diz
para a nós outros, alertar.
 
 
:::::::::::::::::::::::::::
 
MESTRE ECKHART
Eckhart de Hochheim O.P.(Tambach, Turingia, 1260Colonia, 1328), mais conhecido como Meister Eckhart em reconhecimento aos títulos acadêmicos obtidos durante su estadia na Universidade de Paris (Meister significa "maestro" em alemão), foi um frade dominicano, conhecido por sua obra como teólogo e filósofo e por suas visões místicas.

Mestre Eckhart foi um dos mais fecundos pensadores,da filosofia alemã medieval. Como tal, Eckhart insere-se na longa corrente de uma mística neo-platônica eivada das conclusões de Agostinho e do Pseudo Dionísio Areopagita.
 
O Mestre Eckhart ensinava
Que é preciso “esvaziar”,
Tornar-se aberto e sem nada
Para poder se chegar
À consecução final
De riqueza e robustez
No plano espiritual,
Aonde o eu como centro
É esquecido, afinal,
Deixando o lugar vazio
Para que o SER possa entrar.
 
::::::::::::::::::::::::
 
 
MARX
Karl Marx
Karl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818Londres, 14 de março de 1883) foi um intelectual e revolucionárioalemão, fundador da doutrina comunista moderna, que atuou como economista, filósofo, historiador, teórico político e jornalista.
O pensamento de Marx influencia várias áreas, tais como
Filosofia, Geografia, História, Direito, Sociologia, Literatura, Pedagogia, Ciência Política, Antropologia, Biologia, Psicologia, Economia, Teologia, Comunicação, Administração, Design, Arquitetura, e outras.

Marx ensinava que o luxo,
Como a miséria, é um mal.
“E o que deve consistir
em nós como ideal:
é SER muito, e não TER muito”
Pois o SER ESSENCIAL
Não necessita de excessos
Para que SEJA, afinal.
 
 
:::::::::::::::::::::::
 
 
E U
 
E dividindo-se a riqueza
Com os homens, por igual,
Tange-se o luxo e a miséria,
Chegando-se ao ideal.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 19/07/2011
Alterado em 19/07/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.