Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


AGORA A COPA DO MUNDO
TEM CORES VERDE E AMARELA
 
Ano 2014
O que se vê, de perfil:
A Copa do Mundo, agora,
Terá sede no Brasil.
O coração brasileiro
Acelera a mais de mil.
 
Arenas que se constroem
Com recurso federal,
Unidos a investimentos
Do poder estadual,
Para receber turistas,
E, com eles, “capital”.
 
Belo Horizonte, Brasília,
Curitiba e Cuiabá;
Salvador, Rio de Janeiro,
Porto Alegre, e, mais pra cá:
Natal, Recife, Manaus,
Fortaleza – Ceará.
 
São estas as cidades-sedes
Que estarão recebendo
Torcedores do Brasil
E de todo mundo. Tendo
Que estar bem preparadas
Pro que estiver ocorrendo.
 
São Paulo, Natal, Manaus,
São as sedes que terão
Confronto de campeões,
Na fase iniciação,
Sentindo-se orgulhosas
Pela almejada missão.
 
Em Salvador haverá
Reedição da final
Do ano 2010
Como algo especial
Quando a Espanha ganhou
Seu primeiro mundial.
 
Brazuca é o nome da bola
Que rolará nesta festa;
Fuleco o nome escolhido
Para o mascote, que atesta
Futebol e ecologia,
Nosso tatu e a floresta.
 
Esta copa mundial
É a vigésima edição
Tendo em 12 de junho
Início a competição.
E será nosso Brasil
O país anfitrião.
 
Serão 32 países
Disputando o mundial
De futebol no país
Que é sede do carnaval
E tem na bandeira as cores
Do ouro e do pantanal.
 
Preparemo-nos pra festa
E pra torcer com vigor
Em favor da seleção
Por quem nós temos amor.
O time de Felipão
Nosso grande treinador.
 
 
Rosa Regis
 
Natal/RN – março de 2014
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 28/10/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.