Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


Sorria...

Aproveite o Novo ano e... 

Sorria!!

Sorria! 
O sorriso é de graça, não gasta dinheiro! 
Sorria com alegria ao teu companheiro.! 

Sorria! 
Um sorriso dado com carinho e afago
é um presente dos deuses que nunca se esquece. 

Sorria! 
Sorria com Amor, ao desamparado...
Ao rico, ao pobre, ao esmolambado. 

Sorria!! Não paga nada! 

Sorria! 
Um sorriso, muitas vezes, cura dores provocadas pelo desamparo...,
pelo abandono... 
Sorria para aqueles que vivem na rua
como um "cão sem dono". 

Sorria! 
Se sorrires a alguém que não quer teu sorriso, não te entristeças!
Passe o sorriso a outro...,  a outro..., a outro... 

Espalhe sorrisos! 
Não te preocupes em economizá-los,
eles não se gastam. 

Sorria! 
Os sorrisos doados com Amor reproduzem-se..., e espalham-se... espalham-se... 

Sorria!! 
Sorria com AMOOOOOOOR!!!
 

Rosa Regis
Natal/RN
Numa véspera de Ano Novo qualquer.
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
SORRIA
 
Não feche a cara, por favor, sorria
O tempo passa rápido e depressa,
A vida segue sem pagar promessa,
Tão logo é amanhã de um novo dia.
 
É bem melhor curtir a fantasia,
Sem mágoa e também sem muita pressa,
Por saber que tão logo tudo cessa,
Levando do nosso rosto a alegria.
 
Abra rapidamente o seu sorriso,
Sinta que tudo isto é mais preciso,
Pois logo com o fim já se depara.
 
Procure rir assim com todo encanto,
Sem medo, sem sobrosso e sem espanto.
Amigo, por favor, não feche a cara!


 
Seguindo Rosa Ramos.

Fernando Cunha Lima
05-01-14
COM BJOS AGRADECIDOS E APLAUSOS

 
Rosa Regis e Fernando Cunha Lima
Enviado por Rosa Regis em 25/03/2015
Alterado em 30/07/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.