Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

A VIDINHA GOSTOSA DO INTERIOR

A VIDINHA GOSTOSA DO INTERIOR

Eita... vidinha gostosa
É essa do interior!
De noite, um dedo de prosa
Depois que o Sol se pôr,
Com as estrelas faiscando
E a lua alumiando
Num convite ao amor.

E depois d'um belo sono,
De manhã, a passarada
Acorda, da casa, o dono
Que já prepara a enxada.
Mas, antes de ir trabalhar,
Vai, da Beleza, tirar
O leite para a coalhada.

A mesa é farta seu moço!
Com leite, queijo de coalho,
Angu de milho em caroço,
Macaxeira de borralho.
Mas o café do pião
É só cuscuz seco ou pão!
Pobre é p'ra morrer no malho.


Rosa Regis
Natal/RN - 20/02/2007

Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 04/05/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.