Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


A TUA AUSÊNCIA
(ao meu filho - in memoriam)



A tua falta faz meu ser sofrer
Tristeza e dor ainda me acompanham
Lágrimas de amor a minh’alma banham
Meu coração já não quer mais bater.

O cérebro parou. Sou um não-ser
Do qual os pensamentos já se acanham
Por baixo dos neurônios que se assanham
Numa ânsia teimosa de viver.

É sem medida, pois, meu padecer
Pela a ausência de ti, filho querido,
Mas eu bem sei que estás bem protegido...

Ao lado de Deus Pai Onipotente.
E é esta fé que faz que eu aguente
Esta saudade que me apoquenta o ser.

Rosa Regis


Natal/RN – 25 de agosto de 2010
18:36h.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 09/09/2010
Alterado em 14/12/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.