Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Áudios
QUEM LÊ

Trabalho apresentado na SEEC-RN
No último dia do ProLer de 2018
com mote de nossa querida Erileide (que nos deixou neste ano de 2021)

 
 
Quem lê está sempre atento
ao que está acontecendo,
das novidades... Sabendo
do que ocorre no momento.
E se houver um advento
que exija um pensar profundo
não titubeia um segundo!
Pois o que leu, é notório:
Aumenta seu repertório
e atuação no mundo.
 
Quem lê, com toda certeza,
cresce em sabedoria!
Assim sendo, nova via
busca, visando a beleza
e o bem da Mãe Natureza!
Mesmo que meditabundo
e até mesmo furibundo,
ler o tira do simplório.
Aumenta seu repertório
e atuação no mundo.
 
Quem lê está sempre aberto
A aceitar opinião
de um amigo, de um irmão...
Mas nunca aceita por certo
o errado, torto ou incerto,
sem ser do bem oriundo.
Ler faz seu pensar fecundo,
Sem uso contraditório.
Aumenta seu repertório
e atuação no mundo.
 
Quem lê demonstra sabença,
interesse pela vida,
e ao coração dá guarida
a crença, não pela crença,
mas na forma como pensa.
Não com pensar verecundo
[i]
que o faz ficar rubicundo[ii],
nem de modo supressório
[iii].
Aumenta seu repertório
e atuação no mundo.
 
 
Rosa Regis
Natal/RN - 2018
 
[i] Verecundo – vergonhoso
[ii] Rubicundo – vermelho
[iii] Supressório – supressor, que suprime
Enviado por Rosa Regis em 13/05/2021
Comentários