Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Áudios
A ALMA FUGINDO ÀS AGRURAS DA VIDA
 
SONETO CONTIDO NO LIVRO CHEIRO DA TERRA
DA MINHA AUTORIA.

 
 
O terror da morte assombrando a vida,
Mente distraída foge a cavalgar
Nas asas do vento em busca do mar,
Que sabe, por ele será acolhida.
 
A alma sorri. Está bem servida!
Ali tem guarida, pode repousar,
Fugir às agruras da vida sofrida,
Quando o cais deixou pra não mais voltar.
 
Já não há mais medo, o temor passou.
A dor, a tristeza, já não mais existe.
Aquele ser triste se modificou.
 
Naquele momento que no cais deixou
Sua carga de dor deixou de ser triste!
E a felicidade de si se apossou.
 
 
 
 
 
Natal/RN
Enviado por Rosa Regis em 04/11/2021
Comentários