Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


O QUE SERIA A VERDADE?
      (Pensando com Nietzshe)*



Quem disse que a verdade é o que se diz como tal?
Se o pregado foi escrito
por alguém que deixou dito: “Isto é verdade, é real!”

Mas se é verdade pra uns, e para outros não for?
Quem estaria errado?
É quem a deixou pregada ou quem a contrariou?

Mas... e a realidade?!... Na verdade, o que é real?
Será o que está à mão?!
Ou será uma ilusão que nós vemos como tal?

Porém, pra nosso “conforto” nos vai melhor aceitar
o que diz-se realidade
E crer na veracidade sem nem sequer refutar.

Mas, pensando mais um pouco, vejamos... com atenção:
Analisando por partes
Nem precisamos de arte, as questões vêm em roldão.

Pois Nietzsche lança a questão:
“ O que seria verdade?... Quem é que pode afirmar?!
Seria a realidade?! Mas,... e o real, onde está?

O branco forma outras cores. Isto é verdade, não é?

E quem disse que o branco é “branco” e não outra cor qualquer?!
Vindo daí a questão: O branco é “branco” ou não é?”
-
E são tantas outras coisas que se pode analisar...
Mas o “novo” causa medo. Não nos deixa pesquisar.
“Exclui-se o estranho como causa”.Não se tenta nem pensar:

A causa é algo existente! Já registrado na mente
E que, sistematicamente,
forma-se vindo a dominar.


Naral/RN 1999
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 14/05/2006
Alterado em 02/11/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.