Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

CAUSA PRINCIPAL DA INTRANQÜILIDADE DA ALMA
A Advertência IV, no Proêmio da sua Guia Espiritual, pág. 82, parág. 27, Molinos a inicia dizendo que : “O caminho da paz interior é adequar-nos em tudo com o que a divina vontade dispõe.”

CAUSA PRINCIPAL DA INTRANQÜILIDADE DA ALMA
Por: Rosa Ramos Regis da Silva (recorte de Trabalho Monográfico dew final de curso de Filosofia...)

Os que desejam que tudo
Ocorra ao seu bel prazer
Não conhecem o caminho
Da paz, que é o Saber,
E nem desejam andar nele!
Vivendo a se debater:
Inquietos,... alterados,...
Rebeldes e descontrolados.
Do conhecer desviados.
Amargando o seu sofrer.

Pois só a conformidade
Com a Vontade do Pai
Nos traz a serenidade
E nos leva até a Paz.
Mas, só sendo isso possível
Se conseguirmos, assaz,
Aquietarmos a alma
Deixando-a tranqüila e calma,
Entregue a Divina Palma
Que prenhe de Amor a faz.

        De acordo  com o pensamento molinosista,  a conformidade  com a vontade divina  é  o jugo suave que nos introduz na região da  paz e serenidade interior.  É  o
esvaziar-se  de  toda a inquietação e rebeldia e deixar-se levar pela mão de Deus, sem nenhuma resistência, confiando plenamente nossa alma às mãos da Divina Sabedoria, que a tornará plena de paz e serenidade. E em estando totalmente entregue aos cuidados da Divina Majestade, nada mais poderá atingir-nos emocionalmente, pois teremos nos libertado de tudo que poderia alterar os nossos sentimentos deixando nossa alma totalmente vazia para dar espaço ao Divino Ser que a torna plena de Amor e Paz.

(Trecho do Texto Monográfico de final de curso de Filosofia Licenciatura Plena, concluído na UFRN, em 2003)
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 03/06/2006
Alterado em 23/09/2010


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.