Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


HOMENAGEM A ONILDO BARBOSA (Décima de sete pés)

De Rosa para Onildo Barbosa


Onildo é o juazeiro
Que resiste a estiagem,
É o rio que dá passagem
Ao matuto... ao tropeiro,
A flor que enfeita o terreiro
Nas noites de São João,
É o ar que enche o balão
Pra que ele possa voar,
É a beleza do luar
Que ilumina o meu Sertão!


Rosa Regis


Natal/RN - 2009 ?
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 20/02/2010
Alterado em 28/06/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.