Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

OLHOS NOS OLHOS

OLHOS  NOS  OLHOS

Por Rosa Regis
Natal/RN -
Meus olhos viram os teus olhos
E se encheram de dor.
Senti um leve torpor,
E as lágrimas vieram aos molhos
Ao sentir teus olhos em  meusolhos
Sem nenhum traço de amor.

Meus olhos têm saudades
Do carinho dos olhos teus
Que hoje já não são meus.
E mesmo que eu lute, é debalde
Pois eles não têm saudades
Do carinho dos olhos meus.

Teus olhos de mel, são belos;
Carinhosos; inocentes;
Porém, tão inconseqüentes!
Pois quando me faz por vê-los,
Não vê que eu sonho em tê-los
Para mim, eternamente.

Meus olhos querem os teus olhos
Com carinho, com amor!
E vivo suportando a dor
De não poder ter-te no colo,
Pagando por isso, o dolo
De não ter o teu calor.

Com os meus olhos sempre ralho
Quando procuram os teus ver,
Digo: tu deves saber,
Meus olhos, que o amor é falho
E que um não tem agasalho
Sem que o outro queira ter

Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 28/08/2006
Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.