Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


DÉCIMAS DE SAUDADE
(Ao meu filho Ângelo Ricardo-in memorian)

MISSA DE 7º DIA
(De Ângelo Ricardo Regis da Silva)


A tristeza que cobre o coração
De cada amigo ou parente, e a saudade
Que ao peito dolorido ora invade
Torna o cérebro quase sem razão.
Mas a alma, transida de emoção
Com a tua, meu querido, se irmanando,
A Deus Pai, no infinito vai buscando
Pois é lá que a LUZ DIVINA mora.
E é onde tu estarás, pois, sem demora,
Fugindo às mágoas deste mundo insano.

Com amor, da sua mãe
Rosa Ramos Regis da Silva.
Natal, 05 de agosto de 2010.
Saudades: pai, mãe, esposa, irmãos e filhos.



SAUDADE ETERNA...
(Pela perda de um Filho
num acidente em Salvador/BA – em 30.07.2010)

Meu coração lateja de saudade
Sentindo a falta da tua presença.
Bate com força! Penso que é doença.
E revoltada, digo: - Foi maldade
A tua ida para eternidade,
Sem despedir-te de ninguém na terra!
E a minh'alma, triste, agora erra,
Querendo ir contigo me encontrar
Mas, só o PAI pode determinar
A hora e o dia que nossa lida encerra
.



(Rosa Regis - Natal/RN - agosto de 2010)
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 16/08/2010
Alterado em 14/12/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.