Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


A TUA AUSÊNCIA
(ao meu filho - in memoriam)



A tua falta faz meu ser sofrer
Tristeza e dor ainda me acompanham
Lágrimas de amor a minh’alma banham
Meu coração já não quer mais bater.

O cérebro parou. Sou um não-ser
Do qual os pensamentos já se acanham
Por baixo dos neurônios que se assanham
Numa ânsia teimosa de viver.

É sem medida, pois, meu padecer
Pela a ausência de ti, filho querido,
Mas eu bem sei que estás bem protegido...

Ao lado de Deus Pai Onipotente.
E é esta fé que faz que eu aguente
Esta saudade que me apoquenta o ser.

Rosa Regis


Natal/RN – 25 de agosto de 2010
18:36h.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 09/09/2010
Alterado em 14/12/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.