Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

FUI CHEGANDO, FUI VENDO, E QUERENDO PARTICIPAR
FUI CHEGANDO, FUI VENDO, E QUERENDO PARTICIPAR


Fui chegano... e fui veno
Duas casinha de taipa
La no fundo do terreno;
A muié... cinco minino
Tudim ainda piqueno.
Eu fiquei quage chorano,
Do Jerimum m'alembrano,
Os óio lacrimejano
E os beiço me tremeno.

Eu num pude arrisistí!
E, dizendo cumigo mermo:
- Quero ficá puraqui,
Nesse lugazinho ermo
Qui m'alembra onde nasci.
E nem contei mais históra,
Disapiei de Filóra,
Arritirei as ispóra...
E arrancho logo pidi.

        ...
Me digam se aprovaram
A leitura que eu fiz
Da imagem oferecida,
Pois escrevi sem matiz.
Disse o que estava sentindo,
Juro! Não estou mentido.
Meu coração é quem diz.


Rosa  23/11/2006 20:22 *

Editado e postado no ORKUT, na Comunidade: Literatura de Cordel, de Damião de Lima - Damlima, na data acima citada.
Bjos no coração de todos os participantes.  

Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 10/01/2007
Alterado em 19/02/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.