Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


O Cinza da Saudade


 

Dia chuvoso...
Sem sol e sem lua.
Pouca água nas ruas.
Mas o céu nublado
Deixa o peito
                               Alagado...
De saudades mil!
 
Um olhar distante
Busca, a todo instante,
                                  Além...
No passado,
O brilho do amor
Que o tempo apagou.
Qual o brilho do sol
Pelo tempo nublado.
 
 
Rosa Regis
 
Natal/RN – 07/05/2011.05/2011.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 21/01/2013
Alterado em 21/01/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.