Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CORAÇÃO DESATINADO
Primeiro colocado no IX Concurso Nacional PoeArt
de Literatura (poesia 2012)
 
Meu coração tristonho, abandonado,
Anda a vagar buscando quem o queira
E cai, pobre coitado, na besteira
De novamente amar sem ser amado.
 
Mais uma vez sente-se desprezado
Percebendo, enfim, que foi asneira
Querer alguém sem q’ este alguém lhe queira,
Chorando amarga dor, desconsolado.
 
E eu digo: Oh, meu triste coração,
Se para ti não há consolação,
Se a solidão é mesmo o teu destino,
 
Não chores!  Pois teu choro é sem sentido
Porque amar sem ser correspondido,
É loucura, é puro desatino.
 
 
Rosa Regis
Natal/RN – julho de 2011
 
 

 
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 07/08/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.