Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


O cachorro não parava
de latir, desesperado!
Pensei comigo: É ladrão
na mangueira ou no telhado...
Saí um tanto medrosa,
dizendo comigo: Rosa,
vá devagar, com cuidado!
 
Qual não foi minha surpresa
ao ver ali no quintal
aquele bicho agarrado
em um pau... Isto é real?!
Perguntei-me, admirada
mas um pouquinho assustado
com o medroso animal.
 
Liguei logo pro meu filha,
pra minha filha também,
pois estava só em casa
e sem saber muito bem
o que fazer pra salvar
o animal. Não matar...
Esperei chegar alguém.

Com medo que ele atacasse
os meus gatinhos queridos,
deixei Apolo ocupado
com o bicho e seus latidos
E esperei que chegassem
os homens pra que tomassem
os caminhos requeridos.
 
Foi salvo o bicho das garras
do vira-lata "feroz"
que estava num pé e noutro
para tornar-se um “algoz”
daquele ser inocente
que talvez tivesse em mente
só fugir de todos nós.


Rosa regis
Natal/RN - 03/03/2017
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 04/03/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.