Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos


BONECA DE MILHO

 
Minha boneca de milho
Com seus cabelos de fogo,
Pra mim, tinha todo o brilho!
Com ela não havia jogo.
 
No roçado, ela enfeitava
O verde da plantação
Com o cabelo, que brilhava
Ao sol quente do Sertão.
 
Era a minha companheira
Para brincar de casinha
Ou de outra brincadeira.
Era, pois, minha filhinha.
 
Saudades tenho de ti
Companheirinha querida!
Com o tempo não te esqueci.
És um marco em minha vida.
 
 
Rosa Regis
Natal/RN – 19.02.2012
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 06/11/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.