Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

AMOR E SAUDADE

AMOR SAUDADE

Foste embora...
Foste embora e levaste contigo minha alma ferida,
doída, sofrida, transida de dor!
E meu coração quase parou.

Foste embora...
Foste embora e nem olhaste para trás!
Minha dor não te interessava.
Tu não a sentias.

Mas o tempo passou...
E o amor que eu sentia por ti...
Empalideceu...
Não sei se morreu!
Porém amainou... deixou de doer.

Hoje...
Eu lembro de ti com carinho...
Sem dor... de mansinho...
Como algo bom
que envolveu-me a vida...

E...
Aquela ferida, que na alma sentia,
Já cicatrizou.
Já não mais machuca.
Já não incomoda.

É apenas...
uma saudade morna...
gostosa...
que me aquece o coração.


Rosa Regis
(SPVA/RN – Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte)


Natal/RN

16/08/2007
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 23/08/2007
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.