Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos



 
O PEDRO E O ZÉ
(Homenagem a Pedro Grilo – Presidente da SPVA-RN, gestão 2007-2008,
e a José Martins – ex-presidente. Antecessor de Pedro Grilo)

 

Pensando em fazer algo que mostrasse
O quão importante são estes dois seres
Para a nossa cultura, com os seus dizeres,
Busquei na cachola, sem que nada achasse!
Porém, de repente... como que num passe
De mágica, encontrei algo pra rimar:
Algo bem gostoso! Que me fez lembrar
A visão bonita de um por do sol
À beira da praia, juntinho ao Atol
Das Rocas. Sentindo o cheiro do Mar:
 
Um Grilo que canta de forma atroz!
Romanticamente, canção espanhola,
Vem à minha mente o tal Grilo pachola
Que sente prazer em cantar para nós,
Mostrando a potência que tem sua voz,
Numa bela música que nos faz sonhar
C’uma noite estrelada regada a luar,
Num cantinho distante... no meu Jerimum...
Na lua... em Marte... em lugar nenhum....
Num barquinho perdido... a deriva no mar.
 
E lembrando um Zé, que é mesmo uma“brasa”!
Um Zé que é tudo no seu poetar...
De forma liberta... sem tentar rimar,
Nos levando consigo até sua “Casa
de Taipa”. Que é um poema que arraaasa!
E que faz a alguém como eu, lembrar
Daquele cantinho – meu antigo lar...
Dos banhos de bica, do fogão à lenha,
Do pote de barro... Embora mantenha
Uma certa distância da praia. Do Mar.
...
-Relevem esposas! – Aos meus dois amores
Ofereço o que sei, ou que penso que sei!
Um pobre galope, que eu mesma criei.
Talvez bajuloso e cheio de “flores”!
Mas eles merecem! São mais que atores!
Além de poeta, o seu poetar
Nos fazem sorrir, chorar, viajar,...
Nas asas do vento... na imensidão
Do tempo... do nada... Onde o coração
Atraca. E a alma se perde no Mar.

 


Rosa Ramos Regis da Silva
(Rosa Regis)
Natal/RN - Brasil
20 de setembro de 2007
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 03/11/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.