Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
GLORINHA OLIVEIRA
 O ROUXINOL POTIGUAR
 

Aos deuses da poesia
peço pura inspiração
para falar de uma deusa
da musicalização
filha do nosso Nordeste,
gerada neste torrão.
 
No ano de 25
do século XX, em Natal,
no bairro Rocas nasceu
alguém muito especial
que trouxe em si como dom
a música em potencial.
 
Eu falo de uma mulher
que merece ser lembrada
Maria da Glória Mendes
de Oliveira batizada.
No RG não tem Glória
Mas de Glorinha é chamada.
 
Ainda muito pequena
já começou demonstrar
interesse pela música
chegando a se destacar
no Grupo Izabel Gondim
[i]
aonde foi estudar.
 
Com dez anos foi morar
em Recife onde ganhou,
como cantora mirim.
E o prêmio que ela levou
da Rádio Clube
[ii]: um relógio
de ouro, ao qual festejou.
 
Anos depois, já ‘’Glorinha...’’
viu-se privilegiada
quando a RÁDIO EDUCADORA
DE NATAL
[iii] é inaugurada,
depois POTI, lá estava
como sua convidada.
 
Na década de 50
Viajou pelo Brasil
[iv].
O palco com grandes nomes
Nossa Glória dividiu,
Representando o RN.
Amigos adquiriu.
 
Cantou com Ângela Maria;
Moacyr Franco, Cauby
Peixoto, Carlos galhardo;
Orlando Silva, Leni
Andrade, com Sílvio Caldas
E outros sem nome aqui.
 
Ela fez rádio novela,
fez programa de humor,
foi locutora, escreveu
mini novelas de amor.
Na TV viu seu trabalho
ter merecido valor.
 
Com o Programa “A ESTRELA CANTA”
teve um público variado.
Tanto o idoso quanto o jovem
recebeu bem seu recado.
E aquele de meia idade
também não ficou de lado.
 
De Programas importantes,
TV em especial,
Glorinha participou
Alguns fora de Natal:

FESTA BAILE[v], SEM CENSURA[vi]...
Glorinha é fenomenal!
 
Tem dois LPs gravados:
primeiro em 88
[vii],
depois em 93
[viii].
Este um pouco mais afoito:
CINQUENTA ANOS DE GLÓRIA”.
A quem dou viva e acoito,.
 
99
[ix]: “MEU TEMPO”.
É o seu CD primeiro.
Foi gravado com requinte
lá no Rio de Janeiro!
Com coparticipação
de um grupo bom! Verdadeiro!
 
Sérgio Cleto (arranjador);
Milton Guedes; Altamiro
Carrilho; Victor Biglione,
Mais dois que ainda infiro:
Aécio (filho) e Mingo
e mais alguns que admiro.
 
Novo CD “
ENTRE AMIGOS
em 2001 gravou,
compositores da terra
nele homenageou.
E para gravar consigo
alguns colegas chamou.
 
A sua voz jovial
qual o canto de um passarinho
distribuiu romantismo,
com ternura, com carinho,
no Norte e nosso Nordeste,
cobrindo cada cantinho.
 
Disse
JOAQUIM JR[x],
um Produtor Cultural:
- A voz de Glorinha é
como o vinho especial:
a cada dia que passa,
melhor fica. É sem igual!!

Glorinha é atemporal!
Quando cantando ninguém
imagina a sua idade
porque a mesma mantém
a voz limpa e juvenil
co’a graça que lhe convém.
 
Sua relação com o palco
é uma relação de amor.
É como uma obsessão
que pode até causar dor.
O palco é como um amante
a quem ama com fervor.
 
Aos 82 aninhos
fez um show de despedida
“...do palco, mas não da música!”
Glória afirmou, decidida.
Porque a música jamais
sairá da sua vida.
 
O ano é 2007.
Nossa Rouxinol cantou
um adeus ao seu “amante”!
E nesse adeus afirmou
que ali não mais voltaria.
E no seu canto chorou.
 
No Mercado de Petrópolis,
num projeto cultural
que apresentava os artistas
da Cidade de Natal,
com poesia, com canto,
também com instrumental.
 
“Não vou parar de cantar.”
Diz Glorinha em entrevista.
Eu me despeço do palco
porém, como sou artista,
amo a música de paixão!
Não vou perde-la de vista.
 
E numa declaração
de amor ao “palco querido”
canta “Eu sei que vou te amar...”
Mas “ele” sem dar-lhe ouvido!
“Pensa” cá com seus botões:
"Ela não deixa! Eu duvido!"
 
Aos oitenta e quatro anos
sentindo a voz lhe ‘‘fugir”,
Glorinha diz: “vou parar
no auge” pra não sair
do tom, nem desafinar
vendo a voz escapulir.
 
Do livro “Cancioneiro”
de Cláudio Galvão, gravou
nove poemas de Auta
de Souza, em que o autor
do próprio livro compôs,
e a nossa diva cantou.
 
Quatro dos nove poemas
do projeto
[xi], musicados,
no ano 2015,
aos noventa completados,
Glorinha cantou num Show
[xii]
pondo fãs emocionados.
 
“A ESTRELA CONTA” uma obra
em 2006 lançada
por um grande jornalista
[xiii],
fala da sua jornada
e da vida pessoal
nunca antes revelada.
 
Em 2016
a obra é reeditada
pela FJA
[xiv]
sendo revista e ampliada
mostrando fatos inéditos
da nossa Glorinha amada.
 
Glorinha ama Natal,
Dela não guarda rancor
porém a acha ‘’madrasta’’
uma mãe com desamor.
Mas o Brasil como um todo
sempre lhe mostrou amor
 
O sonho da Casa Própria
jamais se realizou
porque sempre de aluguel
nossa “Rouxinol” morou.
Casa pra chamar de ‘’sua’’
não teve. Nunca alcançou.
 
Eu agradeço ao Bom Deus
em ter vindo aqui morar
nesta terra abençoada
pela qual fiz-me adotar
tornando-me, assim, “irmã”
da mulher da qual sou fã,
ao me tornar Potiguar.
 
 
Rosa Regis
Natal/RN – 10 de fevereiro de 2019

>>>

Hoje, eu aqui me despeço
Do Rouxinol Potiguar
Que a sua terra Natal
Deixou pra não mais voltar.
E lhe digo: Até um dia!
No Céu, anjos com alegria
Te esperam pra te abraçar.

 
 
[i] Grupo Escolar Isabel Gondim hoje Escola Isabel Gondim (homenagem
à Isabel Urbana Carneiro de Albuquerque Gondim nasceu em Papari,
hoje município Nísia Floresta RN - Era poeta, educadora, dramaturga,
ensaísta e autora de livros didáticos).
[ii] RÁDIO CLUBE DE PERNAMBUCO
[iii] 1ª Rádio do RN –REN – RÁDIO EDUCADORA DE NATAL,
que depois veio a se chamar RÀDIO POTI.
[iv] Na década de 50 viajou por quase todo esse Brasil para representar
nosso Estado nas inaugurações das emissoras de rádio dos DIÁRIOS E
RÀDIOS ASSOCIADOS, participando ainda das festas de 1º Aniversário
das TVS TUPI do Rio e São Paulo, a qual teve matéria de destaque na
Revista O CRUZEIRO.
[v] 1981 – FESTA BAILE - TV RECORD
[vi] 1988 – CEM CENSURA – TV EDUCATIVA
[vii] 1988 – LP gravado como “Glorinha Oliveira”
[viii] 1993 – LP gravado com “CEM ANOS DE GLÓRIA” com tiragem
de 50 mil cópias
[ix] 1999 – gravação do primeiro CD “MEU TEMPO”
[x] JOAQUIM JR - PRODUTOR CULTURAL - JOAQUIMTUR
[xi] Projeto“Cancioneiro Auta de Souza por Glorinha Oliveira”
[xii] Show “Memórias de Glória, 90 anos de história” com patrocínio do Morada da
Paz, por meio da Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão.
[xiii] Biografia de Glorinha Oliveira, Jornalista Nelson patriota
[xiv] FJA – Fundação José Augusto
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 24/02/2021
Alterado em 24/02/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários