Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos

AGORA...

AGORA...

Agora eu posso tudo!...
Mas... não posso nada!

Agora, eu posso partir
Sir por aí vivendo paixões
Sem obrigações
Sem deveres a cumprir...

...mas ... não posso nada!
Estou presa! Algemada!...
Às razões que não me deixam seguir.

Meu coração ama a vida
repleta de poesia...
de amor, de alegria!
Mas, a razão sem razão
Só diz não!

Ela é malvada!
Não quer vê-lo feliz.


Rosa Regis

Natal/RN...
Data? 2oo7?... 2008?... Não sei.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 04/05/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.