Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
QUEM SOU?


Quem sou?...
dentro desta imensidão cósmica
onde o TODO me tem como um componente ínfimo...
uma partícula invisível...
menos que o pó...
quase sem valor...
Quem sou?

Quem sou?...
Que na forma atomista de pensar
sou apenas um pequenino átomo que se perde
entre a imensidade incontável de átomos...
num Universo ilimitado!
Quem sou?

Quanto valho?...
Quanto valho diante de um Universo cósmico
onde a perda de uma das diminutas partículas
que formam a natureza humana
nada representa?!
Quanto valho?

Qual o meu valor?...
Qual o meu valor, quando represento apenas um átomo
dentre os imensuráveis átomos que têm
como uma de suas características
a de reproduzir-se?!
Qual o meu valor?

E o meu pensar?...
Quanto vale o meu pensar
que dura apenas alguns milésimos de segundo,
como se fora apenas um sopro em comparação
ao ilimitado da vida do Universo?!
Quanto vale o meu pensar?
...
Enfim... Poderei pensar
ser melhor do que alguém?!
Se os valores são os mesmos
pra quem tem e pra quem não tem!
Pra quem é Doutor ou asno!
rico ou mesmo "zé ninguém"?!

Branco, negro ou amarelo;
gordo, magro, feio ou belo
dentro do TODO - do COSMOS,
somos apenas um elo...
perdido...
que valor não tem!



Rosa Ramos Regis 
Natal/RN - 26/07/1999
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 16/04/2006
Alterado em 14/06/2020
Comentários