Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
ONDE ESTARIA O SER
ONDE ESTARIA O SER
Por Rosa Ramos Regis - Natal, Setembro de 2002

Mente em retalhos...
retalhada...
deteriorada...
esfacelada...
Já não sabe o que pensa ou já não quer pensar.
Ou não pode pensar.

Tudo que havia na mente esfumou-se...
Há apenas o vazio - o nada...

Mas um "nada" que nada significa, nada representa...
Que nada vale.
E não aquele NADA... filosófico...
que representa TUDO.
...
Um frio terrificante perpassa-me a espinha dorsal!
É o terror que se me toma posse do espírito...
e dá-me aquela sensação de "nada-ser"... "nada valer".
...
Não há mais esperança de alcançar o Conhecimento.
De saber a Essência do Ser.
...
Onde estaria O SER MAIOR
dentro deste "pequenino ser" inautêntico e inexistente?
Onde estaria a autenticidade do SER,
se o SER não possui a si mesmo?!
...
- Se não temos identidade, somos apenas "ninguém".
...
- Se o SER é sempre "outro", não existe autenticidade".

                      -
Quem teria pensado desta forma?
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 21/04/2006
Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários