Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.
Rosa Regis Brincando com os Versos
Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
SÓ A INOCÊNCIA ATINGE O "NADA"
Por Rosa Ramos Regis
Natal/RN - 25 de julho de 2002

SÓ A INOCÊNCIA ATINGE O “NADA”
(Só o esvaziar-se dá acesso ao SER)

Meu Deus,eu quero Saber!
E buscando o Saber encontrar
descubro que nada sei
do NADA que é TUDO de tudo que há.

E buscando entender a vida
perco-me no nada da desilusão
que logrou-me a esperança tida
de que tudo na vida tinha explicação.

E nessa busca que em nada dará
eu vejo que eu nada sei e nada sou!
Pois diante do TODO que há
eu sou um ser ínfimo que ao Saber não logrou.

Mas em sendo, pois se penso sou,
eu sigo pensando um pouco alcançar
desse TODO que é TUDO e que é NADA
e que eu ainda não sei, porém teimo em buscar.

E o NADA, que o homem sofrido
e desiludido jamais alcançou,
é o NADA que não foi alcançado
pelo Magistrado... o formando... o Doutor.

É o NADA, onde uma criança
pura, sem ganância, encontra a Paz.
E um sorriso, puro, de bonança,de presença lança
nos dando a esperança de um Saber Assaz.



Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 17/06/2006
Alterado em 23/09/2010
Comentários