Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos
Título Categoria Data Leituras
FILOSOFIA EM CORDEL (Aplicada à Educação Fundamental) Cordel 21/09/06 3933
SER E NÃO-SER Poesias › Pensamentos 12/09/06 36
HÉRCULES/HÉRACLES (pretenso cordel da mitologia greco/romana) Cordel 30/08/06 1167
QUAL A MEDIDA DO TEMPO? Poesias 29/08/06 22
O VERDADEIRO SENTIDO DA VIDA Pensamentos 29/08/06 137
OLHARES CRUZADOS Poesias › Amor 29/08/06 38
OLHOS NOS OLHOS Poesias › Amor 28/08/06 53
SONHO DE CABÔCO (de ZÉ DA LUZ) Poesias › Regionais › Caipira 23/08/06 569
DEVANEIO Poesias 22/08/06 12
O DESCUIDO DO SONHO Poesias › Amor 22/08/06 30
HORROR SEM LIMITES (Um pouquinho do sistema de trabalho escravo, em forma de cordel) Poesias › Social 17/08/06 49
O MILAGRE DO AMOR Cordel 16/08/06 176
MYTHOS (A Mitologia Greco-romana recontada) Cordel 16/08/06 402
O AMOR À PÁTRIA (O Amor que Mata) Poesias › Dedicatórias 07/08/06 76
DESENGANO Poesias › Desilusão 06/08/06 38
MENINO DE RUA II Poesias › Social 06/08/06 29
LOUCURA BENDITA Poesias 29/07/06 29
O HOMEM E O PENSAMENTO FILOSÓFICO (Um pretenso cordel filosófico) Cordel 28/07/06 983
CASA DE TAIPA Cordel 25/07/06 2108
AS TRANSFORMAÇÕES NO PLANO ECONÔMICO E SUAS IMPLICAÇÕES (Numa forma atrevida de falar de Economia...) Poesias › Redondilha 20/07/06 87
Página 19 de 24 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.