Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Textos
Título Categoria Data Leituras
SAUDADES DOS TEUS OLHOS Poesias › Amor 09/05/06 65
SAUDADES... Sonetos 30/01/09 36
SE A MÉTRICA NÃO FOR BEM FEITA, O CORDEL NÃO FICA BOM Cordel 14/02/12 73
SE NÃO SABES QUEM EU SOU... Sonetos 01/02/10 36
SEM CERCA E SEM PORTEIRA Sonetos 16/01/09 42
SEM RUMO Poesias 15/05/06 41
SENDO HOMENAGEADA PELA UBE-RN Cordel 20/05/16 31
SER E NÃO-SER Poesias › Pensamentos 12/09/06 36
SER MULHER Poesias 19/09/07 69
SEREI SEMPRE UM SOLDADO SENTINELA A GUARDAR ESSA JÓIA PRECIOSA (Martelo - mote do poeta LUIZ LEMOS) Poesias › Regionais 25/01/10 69
Seu Fortunato, o meu pai, era contador de históras Cordel 22/03/12 147
SÓ A INOCÊNCIA ATINGE O "NADA" Poesias › Transcendentais 17/06/06 34
SÓ NÓS DUAS... Poesias › Solidão 28/01/10 16
SOLIDÃO IMANENTE Poesias 30/04/06 12
SOMOS TODOS PARASITAS?! Poesias › Transcendentais 22/12/07 39
SONETO DE SAUDADE I (Aos colegas Fernando Cunha Lima e Marli, do POESIA PURA) Sonetos 17/08/10 99
SONETO SOBRE UMA MAGNA AULA DE ROSA (de Fernando Cunha Lima) Sonetos 01/09/10 51
SONHANDO NATAL Poesias › Bucólicas 28/06/12 36
SONHEI CONTIGO Poesias › Amor 22/08/08 75
SONHO DE CABÔCO (de ZÉ DA LUZ) Poesias › Regionais › Caipira 23/08/06 567
Página 20 de 23 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.